segunda-feira, 30 de junho de 2014

Advogada chama atenção das igrejas para violações das leis


Taís Amorim de Andrade Piccinini
 
                      A advogada e pastora Taís Amorim de Andrade Piccinini, de São Paulo, autora do livro “Manual Prático de Direito Eclesiástico”, chama a atenção dos administradores e pastores de igrejas para as muitas violações da lei que têm sido observadas nessas organizações religiosas, em todo o País. Segundo ela, na verdade, a igreja não perde sua característica de ser um ente espiritual, como ordenamento jurídico aplicado às igrejas e o surgimento dessa nova especialidade se deve, primeiro, ao crescimento das igrejas evangélicas, aumentando a incidência de questões que envolvem direitos e responsabilidade de ordem legal. “O que se deu também é que, por falta de conhecimento, muitas igrejas e até os profissionais que lhe prestavam serviços acabavam por aplicar equivocadamente a legislação nas questões envolvendo a igreja, trazendo vulnerabilidade nas relações. Surge, então, a necessidade de se alinharem os procedimentos legais, respeitando o envolvimento das coisas espirituais num mundo natural”, diz.
                   Para Taís Amorim, a ciência do Direito Eclesiástico se faz cada vez mais necessária a fim de regular e alinhar as relações que envolvem a igreja, a sociedade e seus membros, além de mantê-la nos padrões exigidos pela lei.Indagada por que hoje a igreja deve ser encarada como organização religiosa, prevista em lei, sujeita também a direitos e deveres, sendo que antes era considerada apenas um ente espiritual, a advogada declara que, “na verdade, a igreja não perde sua característica de ser um ente espiritual. Acontece que, porque estamos no mundo natural, temos que nos submeter aos regramentos de ordem natural. E esse é exatamente o papel do Direito Eclesiástico. É conseguir alinhar e equilibrar da melhor forma as coisas espirituais, num ambiente natural”. "Na verdade, a igreja não perde sua característica de ser um ente espiritual".
              Veja essa necessidade de se ajustar às questões de ordem legal surgiu naturalmente. Por exemplo, o nascedouro da igreja como ente dotado de personalidade jurídica: antes de a igreja ter sua personalidade jurídica estabelecida em lei, as pessoas se reuniam livremente para cultuar a Deus. Mas, ao decidirem por alugar um imóvel para as reuniões, ou comprar equipamentos, ou abrir uma conta para depositar os valores arrecadados, quem seria o responsável? Ou seja, as situações naturais levam à necessidade de se proceder com a organização legal. 
           A partir daí, havendo uma igreja constituída, surgem necessariamente relações diversas entre pessoas, entre esse grupo de pessoas e o Estado, entre as pessoas e o líder desse grupo, e, por conta de todas essas relações, nascem obrigações mútuas e, com isso, há que se ajustar legalmente todo esse movimento”, esclarece.Segundo ela, infelizmente ainda são muitas as irregularidades observadas na constituição e funcionamento de igrejas para as quais os pastores e administradores devem ficar atentos. 

“Eu vou listar as mais preocupantes:

* Estatuto mal elaborado, fazendo com que as igrejas atuem de forma equivocada em suas práticas eclesiásticas (exemplo: igrejas que não fazem mais eleições da diretoria, mas mantêm estatuto com essa condição); 
* Relação com os pastores mal ajustada, com equívoco no pagamento da prebenda (remuneração pastoral), podendo ensejar inclusive sonegação fiscal;
* Confusão patrimonial (pagamento de contas particulares dos pastores pela igreja); 
* Equívoco no tratamento dos tributos: confusão em relação à imunidade tributária, pagando o que não se deve e não pagando o que se faz necessário; e desvirtuamento da finalidade:
* Mau uso das verbas arrecadadas ou prática exacerbada de atividades secundárias (comércio de bens, serviços, etc...), deturpando o objetivo principal da igreja".

Fonte: www.pointrhema.com.br/

terça-feira, 24 de junho de 2014

Deus pode fazer. Acredite !



Que a graça e a paz do Senhor seja com cada um de vocês amigos leitores.

              Até onde está firmada a sua esperança nas promessas de Deus?!

              Você já parou alguma vez para analisar a profundidade da sua fé em Cristo Jesus e na força do Seu poder, bem como na capacidade que Ele tem de fazer o que prometeu? Muitas vezes somos colocados em provação e os reflexos das lutas que vivemos parecem ofuscar o brilho das promessas do nosso Deus e nos tentam fazer desacreditar que chegar ao objetivo ou até mesmo ao cumprimento das promessas do Pai é realmente possível.
               Acredito que para alcançarmos a graça do Pai não existem segredos ou traquejos. É a fé que faz a diferença. Talvez, não a fé de que é possível o impossível ou que o que você necessita vai acontecer agora ou daqui a um ano, mas sim, acreditar na capacidade de Deus em fazer aquilo que prometeu ou no que você necessita.
               A palavra de Deus diz que "Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e será eternamente" ( Hb 13-8) e que Ele é "capaz de fazer infinitamente mais do que aquilo que pedimos ou pensamos" ( Ef 3.20). Quando as coisas começam a perder o controle em nossas vidas, nossa carne inicia o processo do medo, do receio e trás por consequência a descrença. Lembro-me do povo de Israel à beira do Mar Vermelho. Eles passaram por esse processo. Mas Moisés sabia que podia confiar em Deus.
               Como crentes em Jesus Cristo temos que firmar as nossa garras no poder da Palavra de Deus e na força do Seu poder.  Em Isaías 43.13 está escrito: “Ainda antes que houvesse dia, EU era; e nenhum há que possa livrar alguém das minhas mãos; agindo EU (DEUS), quem o impedirá?”
              
 Porque recear então quando o que basta é acreditar, não é ?! 

         
Ele nos dá a certeza de que é refúgio e fortaleza, que na força do Seu poder somos mais que vencedores. Aprofunde ainda mais sua fé em Cristo Jesus. Se alegre na esperança da salvação e viva os milagres do Senhor sem medos, sem incertezas.

Neste momento faço a mesma oração que Paulo declarou aos Efésios:

"Oro para que, com as suas gloriosas riquezas, ele os fortaleça no íntimo do seu ser com poder, por meio do seu Espírito, para que Cristo habite em seus corações mediante a fé; e oro para que vocês, arraigados e alicerçados em amor ,possam, juntamente com todos os santos, compreender a largura, o comprimento, a altura e a profundidade e conhecer o amor de Cristo que excede todo conhecimento, para que vocês sejam cheios de toda a plenitude de Deus".
                                                                                 Efésios 3:16-19

VAMOS PROVAR MAIS DE DEUS !   
                                                                         VAMOS VIVER SEUS MILAGRES !

Ósculos e amplexos !

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Voltando para Jerusalém

            

             Que a graça e a paz de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo seja contigo amigo e irmão leitor. 
             Uma pergunta que não saiu da minha cabeça neste último final de semana é: como a Igreja dos últimos dias está se preparando pelo que virá pela frente?
             Eu estava em uma igreja e o Senhor foi enfático em Sua palavra ao dizer que a igreja precisa se preparar e se encher de Seu Espírito Santo, munir-se de todas as armas espirituais possíveis para que a "linha de frente" do exército de Jesus Cristo seja fortalecida.
Imediatamente comecei a contemplar o cristão brasileiro nos dias de hoje. Não sei como você o visualiza mas eu o vejo como um crente sossegado, vivendo uma democracia com toda a liberdade religiosa possível (sem nem ao menos se aproveitar disso), sem crises financeiras agudas (pois o governo o encheu de bolsas de ajuda por todos os lados) um crente que tem se apegado mais à rotina do cristianismo do que à imprevisibilidade do manifestar do Espirito Santo. 
              A igreja de hoje, falando em termos de Brasil, passou a se preocupar com prosperidade, com templos magníficos com ritualismos "baratos" e deixado de se encher do que realmente fará a diferença nesse últimos dias: o Espírito Santo de Deus. 
Lembro-me claramente da ordem dada por Jesus Cristo pouco antes de sua ascensão aos céus no Evangelho de Lucas 24.49 para que os discípulos ficassem em  Jerusalém para que recebessem o que lhes fora prometido e fossem cheios do poder de Deus. Eles obedeceram, ficaram e foram cheios de poder e autoridade. 
               Na primeira "pancada" foram 3000 almas convertidas e em Atos 2.44-46 está escrito que "TODOS OS QUE CRIAM ESTAVAM JUNTOS E TINHAM TUDO EM COMUM", que "vendiam as suas propriedades e repartiam com todos segundo as suas necessidades" e o mais importante: " PERSEVERAVAM UNÂNIMES TODOS OS DIAS NO TEMPLO, PARTINDO O PÃO JUNTOS COM ALEGRIA E SINGELEZA DE CORAÇÃO, LOUVANDO A DEUS E CAINDO NA GRAÇA DE TODO O POVO", sendo que "todos os dias o Senhor ACRESCENTAVA à igreja aqueles que se haviam de salvar".

                Agora eu pergunto pra você: é essa a igreja que você conhece? É assim, como a igreja citada acima, que eu e você nos portamos hoje?

              Faço a minha declaração de alerta, mesmo até parecendo teologicamente incorreta (pois o Espírito Santo já desceu e está entre nós), mas faço-a mais como um incentivo de renovação de nossos objetivos e prioridades quanto ao Reino de Deus: "VOLTEMOS E AGUARDEMOS EM JERUSALÉM"! 
Você está disposto a "permanecer em Jerusalém e ser submisso para realmente sair de lá preparado para ser diferente?
               Vamos nos encher e mostrar porque somos chamados "Sal da terra e Luz do Mundo". Vamos realmente nos preocupar com as almas que estão morrendo todos os dias ao nosso lado sem ao menos saberem do amor de Deus. Vamos nos preparar para as batalhas que virão de agora em diante, nos armar com a armadura proposta em Efésios 6. 

VAMOS NOS TORNAR IMITADORES DE JESUS CRISTO DE UMA VEZ POR TODAS !! 

Deus abençoe sua vida e a minha também !

Ósculos e amplexos !

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Deserto... ele tem um fim.




Que a graça e a paz de Jesus Cristo seja com cada um de vocês, amigos leitores.
           Agradeço ao bom Deus pela oportunidade que Ele me concede de retornar ao mundo dos blogs. Por um tempo estive afastado dos momentos de reflexão e andei passando pelo "deserto", aprendendo na escola do Deus Eterno. Pude viver experiências que jamais havia sonhado viver, passei por lutas que outrora nem me passara pela cabeça combater, fui ajudado por pessoas que nem sequer seguem Jesus Cristo e pude contemplar a graciosa bondade e poderosa misericórdia da parte do Senhor para comigo.
            Foi um período onde fui ministrado. O Senhor falou através de uma pessoa no finalzinho do ano de 2012 que o ano de 2013 seria um ano no qual eu seria ministrado, que passaria por momentos de solidão e de contato direto com a misericórdia do Pai.
             Está escrito em Romanos 8.28 que "todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus e que são chamados segundo o seu propósito" e hoje eu estou vendo que as coisas realmente acontecem segundo o que Deus tem para cada um de nós e que em tempo algum Ele volta atrás em Sua palavra.
            Passei um 2013 afastado de amigos, de família, de companheiros de labuta e também  da internet. Meu trabalho secular me sobrecarregou de modo impiedoso e as experiências que vivi só me levaram para mais perto de Deus e da capacidade de compreender palavras e promessas que necessitava compreender antes de prosseguir na minha caminhada na Obra do Pai.
             Agradeço ao Senhor pelas experiências, pelos amigos que fiz, pelas pessoas que estiveram ao meu lado (todas elas) e pela forma que Ele conduziu a minha vida.
             Estou me fortalecendo no Espírito Santo de Deus e desejando ser canal de benção para a sua vida.
            Pude vivenciar durante todo esse período a importância da oração. Lembro-me de um hino da cantora Ariely Bonatti que fala o seguinte:
                                                            "A oração é um combustível 
Que faz o crente ir além do impossível, 
A oração é uma bomba 
Que quando o crente ora o inferno se assombra, 
Oração é chave 
Que abre porta onde não existe porta ,
Quando você ora 
Uma revolução no céu provoca .

Faça como uma criança quando quer brinquedo 
Chora, chora, pede, pede, que 
Não tem segredo:
Pai do céu se incomoda, seja insistente. 
Quando você ora a oração é registrada 
E a resposta tem até data determinada. 
Logo, logo o anjo vem lhe entregar o presente. 

A oração 
Faz do trono Deus se levantar. 
Faça um teste, comece a clamar. 
Que a vitoria vem aí. 
A oração 
Acerta em cheio o coração de Deus. 
Ele não desampara um filho seu 
Pode clamar que ele vai te ouvir. 

             A oração está mudando a minha vida . A oração está sarando as minhas feridas. A oração está fortalecendo o meu corpo e a minha alma e fazendo o meu coração bater novamente no ritmo do céu. A caminhada é árdua mas Deus é conosco. Vamos em frente!!

 "Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos".
                                                                                                        Salmos 126:6