quinta-feira, 25 de novembro de 2010

VAI LÁ BOPE !

DIGA COMIGO:



XÔ TREVAS !!! 

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Governo de Mianmar ordena que uma igreja batista parasse de realizar cultos


Agentes policiais do estado de Chin, em Mianmar,ordenaram que uma igreja batista parasse de realizar cultos, depois que o seu pastor recusou vestir uma camiseta de campanha eleitoral do partido político que apoia o atual governo militar do país, o Union Solidarity and Development Party (USDP, sigla em inglês).

O Tribunal Eleitoral intimou o pastor Mang Tling, de 47 anos, no dia 9 de novembro, dois dias após a eleição, e determinou que ele parasse de dirigir cultos e interrompesse o programa de creches da igreja, informou a Organização de Direitos Humanos de Chin (CHRO, sigla em inglês).

O mandatário da cidade de Dawdin, U Than Chaung, tinha oferecido ao pastor uma camiseta de apoio eleitoral aos candidatos do USDP, mas quando o Tling se recusou a vesti-la, o líder governista escreveu um relatório para as autoridades estaduais acusando-o de influenciar os eleitores cristãos para que votassem no Partido de Unidade Nacional (NUP, sigla em inglês) de oposição.

Oficiais do governo interrogaram Mang Tling até o dia 14 de novembro, quando, finalmente, ele foi liberado para voltar para casa. O partido governista ganhou a eleição em meio a uma grande suspeita de fraude e de outras formas de manipulação de votos por todo o país.

O partido oposicionista derrotou o do governo em três zonas eleitorais de Chin, apesar dos amplos relatos de corrupção e indução de votos, alguns dos quais noticiados pela CHRO. No vilarejo de Tedim, no norte do estado de Chin, por exemplo, o cabo eleitoral do USDP, Go Lun Mang, bateu na casa de uma família local às 17h do dia anterior à eleição e disse que já havia votado no partido do governo em nome deles.

Enquanto isso, a libertação do líder democrático Aung San Suu Kyi, de sua prisão domiciliar em Mianmar, em 13 de novembro último, espalhou um otimismo cauteloso em relação aos direitos humanos dos cristãos e das minorias étnicas do país, mesmo com a junta militar combatendo os grupos armados de resistência.

Fonte: Portas Abertas / Gospel Prime

Cristãos assassinados por amarem a Cristo.



Por Renato Vargens

Todos os anos milhares de cristãos são mortos por sua fé. A missão Portas Abertas tem relatado inúmeros casos onde crentes em Jesus são brutalmente assassinados. Um exemplo disto é o caso de Dois irmãos que foram mortos a tiros no norte do Iraque na segunda-feira, dia 22. Trata-se do último de uma série de crimes contra essa minoria religiosa no país.

Os irmãos Saad e Raad Hannah estavam trabalhando na loja de produtos automobilísticos deles, em Mossul, quando homens armados chegaram a atiraram neles, fugindo em seguida, segundo a polícia.

Um funcionário de um hospital de Mossul confirmou as mortes. As fontes pediram anonimato, pois não estavam autorizadas a falar com a imprensa. Vários cristãos estão deixando o Iraque, em meio ao temor por causa de uma série de ataques contra pessoas dessa religião.

Caro leitor, mais de 250 milhões de cristãos no mundo sofrem algum tipo de perseguição. Segundo a missão Portas Abertas a Coréia do Norte ocupa a primeira posição na classificação mundial de países por perseguição ao Cristianismo. O levantamento, organizado todos os anos pela Missão, é um referencial da liberdade religiosa no mundo e revela os Estados onde a Igreja sofre as piores restrições. Pela sétima vez consecutiva, o regime comunista do país asiático aparece como o maior opressor, seguido pelo reino muçulmano da Arábia Saudita e pelo Irã, cujo regime islâmico completa três décadas este ano.

A fé fundada por Maomé também é a religião oficial no Afeganistão, na Somália e nas Ilhas Maldivas, nações que ocupam a quarta, quinta e sexta posições, respectivamente. O Afeganistão subiu na lista este ano, como resultado do aumento da pressão por parte do movimento talibã ano passado. Embora tenha sido derrubado do poder pelas forças militares dos Estados Unidos em 2002, o grupo ainda é muito influente no país e extremamente violento em relação à Igreja Cristã. O Iêmen, também muçulmano, ocupa a sétima posição e o Laos, no Sudeste Asiático, permanece como o oitavo colocado da lista.

Dois novos países aparecem entre os dez primeiros: Somália e Eritréia. Na Somália, o número de incidentes contra cristãos aumentou dramaticamente em 2008, com relatos de pelo menos dez assassinatos, o que explica sua subida do 12º lugar para o quinto neste ano. Na Eritréia, não houve grandes mudanças na falta de liberdade religiosa para os cristãos, mas o deslocamento de outros países fez com que ela figurasse entre os dez piores. Já na comunista China, cujo governo ainda fecha igrejas, prenda e moleste fisicamente muitos cristãos, não houve relatos de crentes mortos por causa de sua fé.

O Butão, pequeno país budista da Ásia, deixou de integrar a relação dos dez primeiros porque adotou uma Constituição mais abrangente em termos religiosos. Em compensação, em 2008, a situação da liberdade religiosa para os cristãos piorou sensivelmente no Paquistão, Iraque, Mauritânia, Argélia, Nigéria (Norte), Indonésia, Bangladesh e Cazaquistão. A Índia, embora se denomine a maior democracia do mundo, assistiu a episódios de estrema violência contra os cristãos ano passado. Mais de mil deles foram massacrados por grupos radicais hindus no Estado de Orissa. Em muitas das nações listadas, o evangelismo é proibido por lei e muçulmanos que deixam a fé de Maomé para aderir ao Cristianismo podem até ser condenados à morte.

Diante disto, cabe a nós orarmos a Deus rogando misericórdia sobre milhões de irmãos que por causa de Cristo e so Evangelho sofrem todo tipo de perseguição.

Renato Vargens



terça-feira, 23 de novembro de 2010

PASTOR JULIO ROLIN ! DEUS RECOLHE MAIS UM PREGADOR DA PALAVRA!


SEGUE ABAIXO ÚLTIMA POSTAGEM DO BLOG DO PASTOR JULIO ROLIN, FALECIDO NESTA SEMANA, VÍTIMA DE UM ACIDENTE AUTOMOBILÍSTICO. O PASTOR DEIXA A ESPOSA (que está grávida) E DUAS FILHAS!!




MENOS UM PROPAGADOR DO EVANGELHO GENUÍNO DE JESUS CRISTO !! 


12,13 e 14 CONGRESSO GERAL DO CÍRCULO DE ORAÇÃO EM BOMBINHAS-SC

MINISTRANDO NO ÚLTIMO DIA DO CONGRESSO, NOITE DE MUITAS MANIFESTAÇÕES DE DEUS.CORAL ABENÇOADO DO CÍRCULO DE ORAÇÃO "MONTE SINAI" DO TEMPLO CENTRAL DE BOMBINHAS.

GRANDE COMPANHEIRO, CANTOR E COMPOSITOR LUIS FELIPE DE CURITIBA TAMBÉM FOI UM DOS CANTORES DO CONGRESSO.



IRMÃS GUIMARÃES DE CRICIÚMA-SC ESTIVERAM LOUVANDO NESTE EVENTO TAMBÉM.



EU E MEU AMIGO E PAI PASTOR ÁLVARO SOUZA - PRESIDENTE DE BOMBINHAS -SC.
FORAM NOITES MARCANTES DE DEUS EM NOSSAS VIDAS, COM SALVAÇÃO DE VIDAS E RENOVAÇÃO EM TODA SUA IGREJA. POSSO DIZER COM CERTEZA QUE FORAM NOITES PROFÉTICAS DE DEUS EM NOSSAS VIDAS, A ELE SEJA A HONRA E A GLÓRIA PARA SEMPRE.
A TODA A DIRETORIA DA IGREJA E DO CIRCULO DE ORAÇÃO MEUS VOTOS DE SUCESSO E CONQUISTAS SEMPRE.
AO MEU AMIGO NEI E ESPOSA ELISANDRA E FILHAS KEILA TALITA E KEMYLI, UM ABENÇOADO MINISTÉRIO E QUE O SENHOR O FAÇA PROSPERAR SEMPRE, VALEU MEU AMIGO, SÃO OS VOTOS DE MINHA FAMÍLIA.
EM CRISTO JULIO ROLIN.


domingo, 21 de novembro de 2010

Organização levanta US$ 250 milhões para a tradução da Bíblia para todas as línguas


Mesmo em tempos econômicos difíceis, os defensores têm doado generosamente e ajudado a Campanha fazer progressos significativos em dois anos, diz o presidente daWycliffe.
Os dez anos da campanha Últimos Idiomas tem o objetivo ambicioso de início de tradução da Bíblia para todas as línguas que ainda precisam das Escrituras em 2025.“Para reunir cerca de um quarto de bilhão de dólares em dois anos é impressionante, mesmo numa economia em expansão. No clima atual, não é nada menos que um milagre”, disse Bob Creson, presidente da Wycliffe dos EUA.

“Estamos muito agradecidos a Deus e aos nossos adeptos que têm uma parceria conosco para se certificar de que todas as pessoas tenham acesso à Bíblia na linguagem e forma que seja mais significativa para eles”, completa Creson.

Quando a Campanha foi lançada, em novembro de 2008, um doador anônimo deu um montante astronômico de US$ 50 milhões para Wycliffe para a Campanha Últimas Línguas. Foi a maior doação individual da historia do Ministério.

Bíblia ainda falta ser traduzidas em mais de duas mil línguas, o que deixa mais de 350 milhões de pessoas sem as Escrituras em seu próprio indioma. A Campanha foi lançada para reunir as pessoas, aoração e recursos financeiros para, pelo menos, começar a tradução da Bíblia em todas as línguas remanescentes.
“Apesar da incerteza econômica no país e a tarefa difícil no exterior – incluindo barreiras políticas, as preocupações de segurança, acesso restrito a certos locais e ao grande número de línguas ainda não traduzidas – estamos participando da maior aceleração do ritmo de tradução da Bíblia na história. Esses recursos financeiros ião assegurar que a missão permaneça neste ritmo”, disse Creson.

Há mais de 6 mil línguas faladas no mundo e cerca de um terço deles não têm tradução das Escrituras. A Campanha vai usar as técnicas de tradução de ponta para acelerar o ritmo do desenvolvimento da linguagem e tradução da Bíblia de 125 para 17 anos.

“Nossa esperança e desejo para 2010-2011 é que as igrejas possam acordar e escolher participar nesta etapa, final emocionante”, disse Edwards.
A quantidade exata arrecadada para a Campanha até o dia de 31 de outubro foi de US$ 231.500.000.
Fundado em 1942, Wycliffe Bible Translators existe para tornar a Bíblia acessível a todas as pessoas na linguagem e forma que é mais significativa para elas. Cerca de seis mil tradutores, linguistas, aviadores, trabalhadores humanitários, educadores e administradores, junto com dezenas de organizações parceiras, estão trabalhando em 90 países, nos seis continentes.

Além da tradução da Bíblia, Wycliffe também contribui para o desenvolvimento da comunidade por sistemas de purificação de água, direitos humanos e programas de capacitação da comunidade.
Fonte: CPAD News / Gospel Prime

sábado, 20 de novembro de 2010

Uso de preservativo pode ser justificado, diz Papa


Líder cita uso na prostituição como possível 'passo para moralização'.

Declaração está em livro a ser lançado na próxima semana.

Em um livro de entrevistas a ser lançado na terça-feira (23), o Papa Bento XVI afirma que o uso de preservativos é justificado "em certos casos", especialmente para reduzir o risco de contaminação pelo vírus da Aids. O Papa cita como exemplo uma prostituta que, ao usar o preservativo para se proteger, estaria dando "o primeiro passo para uma moralização".
O livro, que será publicado na Alemanha e tem como título "Luz do mundo: o Papa, a Igreja e os sinais do tempo", é baseado em 20 horas de entrevistas conduzidas pelo jornalista Peter Seewald.
Bento XVIBento XVI em cerimônia no Vaticano, neste sábado (20) (Foto: AFP)
Até o momento, o Vaticano proíbe o uso de qualquer forma de contracepção - aceita apenas a abstenção -, mesmo como forma de evitar doenças sexualmente transmissíveis.
Bento XVI provocou reações internacionais em março de 2009 durante uma visita à África, continente devastado pela Aids, ao afirmar à imprensa que a doença era uma tragédia que não podia ser combatida com a distribuição de preservativos, o que na opinião dele até agravava o problema.
Fonte: globo.com

Cristão afegão preso e maltratado por confessar a Cristo escreve a Barack Obama

Julgamento será neste domingo e Musa pede a todos aos irmãos: ´Por favor, orem, por mim`
Um cristão afegão, na prisão por sua  desde maio, enfrentará um juiz neste domingo (21), sem representação legal ou conhecimento das acusações contra ele, segundo fontes locais.

As autoridades prenderam Said Musa, 45 anos, o dia 31 de maio, dias após a estação de TV local Noorin transmitir imagens de cristãos afegãos sendo batizados e adorando ao Senhor. Embora tenham ocorrido outras prisões nessa ocasião, Musa é o único cristão conhecido enfrentando um processo judicial.

Para o Islã, este é um crime capital sob estritas leis ainda em vigor no Afeganistão.

O fato dos afegãos deixarem o islã para o cristianismo se tornou notícia nacional na sequência da transmissão de TV Noorin e inflamou um debate aquecido no parlamento do país e no Senado. No início de junho, o secretário-adjunto do parlamento afegão, Abdul Sattar Khawasi, foi chamado para a execução dos convertidos.

"Os afegãos que apareceram no vídeo devem ser executados em público", disse ele, segundo fontes de notícias. "A casa deve pedir ao procurador-geral e do NDS [Direção Nacional de Segurança] para prender esses afegãos e executá-los", completou.

Em junho, autoridades forçaram Musa a renunciar ao cristianismo publicamente na televisão, mas continuaram a mantê-lo na prisão, sem revelar as acusações contra ele. Na prisão, Musa disse abertamente que ele é um seguidor de Jesus.

Em uma carta escrita a mão no mês passado destinada à igreja do mundo inteiro, ao presidente dosEUABarack Obama, e aos chefes da Assistência Internacional de Segurança da NATO, Musa escreveu que ele era verbal e fisicamente abusado por seus captores e outros prisioneiros de Ouliat - prisão em Cabul.

Em Inglês, ele escreveu: "Estou muito, muito em más condições na prisão", e em outras partes: "Eu sou como uma única ovelha, entre os 400 terríveis lobos na cadeia".

Na carta de duas páginas, cuja cópia foi recebida no final de outubro, Musa se dirigiu a Obama como "irmão" e pediu à comunidade internacional: "Pelo amor [do] Senhor Jesus Cristo, por favor, ore por mim e salvamento desta prisão. Caso contrário, eles vão me matar porque eu sei que [tem] coração muito, muito, muito cruel e duro".

Musa escreveu sobre ser abusado sexualmente, espancado, escarnecido, cuspido e privado de sono por causa de sua fé em Jesus. Ele escreveu ainda que está disposto a sofrer por sua fé, a fim de encorajar e fortalecer outros cristãos em sua fé.

Musa também descreveu como tinha se arrependido de negar sua fé publicamente: "Eu reconheço meu pecado diante de [o] Senhor Jesus Cristo: [Que Ele] não me recuse diante de seus santos anjos e diante do seu Pai, porque eu fui muito, muito fraco".

Em sua carta, Musa aludiu à falta de justiça que ele enfrentou na prisão, dizendo que o procurador havia dado ao juiz um relatório falso sobre ele e exigiu um suborno do cristão.

A “Integridade Assistida do Afeganistão”, através de monitor anti-corrupção, informou recentemente que a corrupção no Afeganistão dobrou desde 2007. A maioria dos afegãos entrevistados no seu relatório de 2010 afirmou que a corrupção do estado foi alimentando o crescimento do Taliban. Subornos são freqüentemente exigidos desde as áreas de cuidados com a saúde, até para lidar com a burocracia estatal. 
Fonte: CPADNEWS.com.br